Plano fundo

0top%3A%2030px%3B%20z-index%3A%2050%3B%20width%3A%20150px%3B%20height%3A%2045px%3B%22%3B%0A%3C/script%3E"));

domingo, 17 de novembro de 2013

DONA MARTA LAGARTA



“A Marta Lagarta”
Certo dia Marta Lagarta resolveu sair do galho onde morava para conhecer o mundo. Foi quando subiu no alto de uma montanha e disse:
_ Nossa! Como esse mundo é grande!
A Marta Lagarta andou, andou e andou que começou a sentir fome foi quando viu uma batata frita e deu uma mordida:
_ Ui que coisa salgada, isso não serve para uma lagarta comer!
Andou mais um pouco e viu uma bala, mordeu e disse:
_ Que coisa melada isso não serve para uma lagarta comer!
Andando ainda viu um biscoito e deu uma mordidinha:
_Coisa torrada, isso não serve para uma lagarta comer!
Caminhou mais um pouquinho e viu uma bola de mascar, colou na boca e disse:
_ Credo que coisa mais engraçada, isso não serve para uma lagarta comer!
Marta Lagarta passeando viu um picolé e comeu:
_ Que gelado! Isso não serve para uma lagarta comer!
Quando já estava cansada de tanto andar e não achava nada para comer, ela viu uma folha verdinha, verdinha! Quando deu uma mordida:
_ Que delicia!!!! Isso sim é comida para uma lagarta comer!
Ela comeu aquela folhinha todinha, se enrolou e dormiu bom um bom tempo. Quando ela acordou já não era mais Marta Lagarta, ela se chamava agora Leda Borboleta. Ela não precisava mais provar de comidas nem de folhas e sim tomar os sucos das flores enquanto passeava e voava conhecendo o mundo todo.

Fonte: Livro Telma Belotti

Um comentário: